quinta-feira, 27 de janeiro de 2005

Daminha

A Camila sempre foi uma menina "madura", com pouca idade já demonstrava maturidade em certas situações. Em dezembro de 99, ela com apenas 2 anos e 10 meses, foi dama de honra em um casamento. Seria o primeiro de outros tantos que surgiram depois.
O casamento era de uns amigos da minha sogra, a igreja uma das mais (senão a mais) badalada de Curitiba, e era a minha primeira vez como mãe de uma quase celebridade. Vai dizer que a parte mais bonitinha de um casamento não é a entrada das crianças com roupa de gente grande, parecendo com os próprios noivos, e fazendo pose de galãs ??? O "must" !!!
Bom, como eu não tinha ido a muitos casamentos na minha vida, a maioria que vi foi de novela, geralmente eu via as damas entrando em frente à noiva, junto com a noiva, na mesma hora que a noiva. Esse foi diferente. Ninguém me avisou de nada !!! Só disseram para eu aguardar com a Camila até que a gerente do barraco chamasse
A cerimônia começou e eu nervosa, muito nervosa. Olhava pra Camila e só via uma serenidade descomunal !!! Um criança com menos de 3 anos deveria estar correndo pela igreja, derrubando santo e levantando a saia do padre. Mas ela não, estava ali, cumprindo seu papel.
De repente a organizadora do grandioso evento faz um sinal para que fôssemos até a porta de entrada da igreja, que estava fechada.
Ela explicou que as portas se abririam, e a Camila entraria para levar as alianças até o altar, e lá ela deveria ficar.
A Camila plantou-se do lado de fora da igreja, em sua frente somente uma porta fechada, em que ela observava não sei o que.
Eu ao seu lado dando as instruções: "Filhinha, não pare no meio do caminho, vai andando direitinho, não corre, vai reto, sempre reto até chegar lá na noiva, tá bom meu amor ?"
Ela não falava NADA. E eu continuava com o discurso: "Você não vai ficar com vergonha, né ?? Quando a porta abrir você vai direitinho, tá?"
De repente ela olha pra mim, no auge de seus quase três anos, faz uma cara de indignação e fala: "Tá bom mãe, eu sei !!!"... nesse exato momento as portas se abrem e lá vai a minha filhota...
Com passos firmes, segurando na pontinha dos dedos uma linda cestinha com as alianças, todos de pé para a entrada da celebridade, os olhos e flashs voltados para a minha Camila !!! E eu lá fora, me debulhando em lágrimas, de emoção e orgulho.
Entregou a cestinha ao padre, beijou a noiva, o noivo e se encostou em frente à mãe do noivo. Uma verdadeira daminha !!!

Fico imaginando o que seria de um casamento com a Carolina cumprindo esse papel... certamente sairia correndo com as alianças, ou arremessaria longe para poder correr mais rápido, pararia para cheirar todas as flores do corredor da igreja, ou para dançar com a música de fundo. Não sei, não dá pra saber, só mesmo se algum casal de noivos quiser se arriscar. Alguém se habilita ???






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...