sábado, 9 de junho de 2012

Demi Lovato

Em abril fizemos uma viagem ao RJ, Camila e eu, bate e volta, o que é uma pena, pois eu adoraria passar muitos dias naquela cidade. Ô cidade linda, adoro ir pra lá, no entanto que só vamos aos shows no Rio de Janeiro, sendo que os mesmos shows acontecem em SP, que seria mais perto e tal. Não rola, não perco uma chance de estar no RJ, mesmo que seja para ficar menos de 24h por lá.
Ficamos hospedadas no mesmo hotel que a Demi Lovato, por ser próximo ao local do show, e é claro ter a chance de encontrá-la pelo saguão, conseguir uma foto e tietar a estrela teen internacional.
Chegamos no hotel e pela movimentação de seguranças e funcionários, ela havia saído sem passar pelo saguão, ou seja, tinha uma ligação direta do elevador com a garagem privada, e saída pelos fundos do hotel, seria beeeem difícil vê-la passar.
Tiramos a tarde para aproveitar o hotel, dar uma volta na praia, fotografar aqueles lugares que só temos a chance de ver pela TV.
Hora de ir pro show, uma hora e meia dentro de um táxi, pra rodar menos de 5km... confusão por causa do show? Nãnão... era uma quinta-feira, horário de trânsito intenso mesmo, mas aproveitamos pra conversar bastante com o motorista do táxi, foi bacana.
O show uma delícia. SIM, é bacana, muito legal, graças a Deus minha filha não curte um sertanejo, porque eu não teria paciência pra ouvir "quero tchu, quero tcha".
Bom, a estratégia montada era sair "voando" do show e voltar o mais rápido possível para o hotel, chegar ANTES deles e tentar um contato.
Na última música saímos correndo feito doidas, corri muito, coisa que pra uma sedentária é um perigo! hahaha... abordamos o primeiro táxi da fila e só dissemos "o mais rápido possível pro Shreraton".
O cara atendeu nosso pedido e "voou". Chegamos lá, já tinha uma pequena concentração de fãs na porta do hotel, entramos (ser hóspede ajuda bastante) e ficamos por ali.
De repente sobe da garagem a banda toda, guitarrista, backing vocals, e nós ali sorridentes e descabeladas.
Perguntei para as meninas se havia alguma chance de ver a Demi, e elas responderam que ela já havia subido (pelo elevador secreto). 
O guitarrista ficou impressionado com a nossa velocidade: "Como chegaram tão rápido?"
Ele até brincou no Twitter com a Camila depois "SPEED DEMON HAHA"
Batemos um papo com ele, Mike Manning, gente boa, e ficamos por ali, na expectativa.
Então o segurança pessoal dela começa a circular pelo saguão, vai até lá fora, fica encarando a Camila (éramos as únicas fãs no saguão do hotel até então), de repente ele se aproxima da gente e pergunta se a gente fala inglês. Respondemos que sim, e ele explicou que a Demi iria descer para atender as fãs que estavam ali, que ela atenderia primeiro a gente, que não era pra correr, empurrar, machucar, arranhar, gritar ou qualquer coisa parecida. MAS É CLARO QUE NÃO FAREMOS NADA DISSO!
Ele virou as costas a Camila começou a chorar, e eu também né.
A bateria da máquina fotográfica estava acabando, do celular idem... lá vem vindo aquele toco de menina no meio de 5 ou 6 seguranças enormes, ele aponta pra gente se aproximar, Camila chega tímida, dá um abraço apertado, recebe o mesmo carinho, elas trocam algumas palavras e eu.... bem.... eu estava gravando um vídeo com o celular, segurando a câmera com a outra mão, e não sabia pra onde olhar, então elas posaram pra foto, e eu cliquei, agradeci a atenção e ela foi atender o povo lá fora.
Em menos de 1min o saguão estava cheio de gente, tipo, umas 15 pessoas, sem chinelo, que saíram correndo de seus quartos quando a notícia se espalhou, muito engraçado.
E o vídeo de celular?? PERDI... travou, bateria fraca, sabe Deus... perdi. Mas a foto ficou linda, não pude fotografar mais depois, teria ótimas fotos dela... tracei a estratégia certa, mas esqueci do detalhe da câmera, mas assim.... se vou ao show e economizo bateria, e depois não conseguimos vê-la no hotel, iria me arrepender de não ter fotografado mais.... se gasto tudo no show e acontece dela convidar a gente pra um café no quarto dela... bem, aí eu me mataria de vez... hehehe... o mais importante não foi registrar o momento, e sim realizar o encontro, o sonho se tornar palpável, poder abraçar um ídolo, trocar umas palavras de carinho, isso vale muito mais!
O registro serve para poder olhar depois e sorrir mil vezes com as imagens, é poder "sentir" novamente aquele momento, reviver o sonho infinitamente.
Quem não tem ídolos? Quem não se sente feliz por ter uma foto ao lado de um famoso que admire? Não precisa ser artista de TV, nem cantor, pode ser um escritor, atleta.... essas imagens tornam-se históricas, marcantes e inesquecíveis em nossas vidas.


Todas as fotos do show estão no meu Flickr AQUI

2 comentários:

  1. Ser tiete é tão bom!!! Mas é incrível como sempre acabam todas as baterias do mundo na hora que a gente mais precisa. =/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...