sexta-feira, 11 de julho de 2014

Cão para adoção em Curitiba - Dobby

EDIÇÃO - DOBBY ADOTADO!!!!!!!!


É incrível a lealdade de um cão, mesmo tão pequeno é capaz de seguir seu humano em qualquer lugar, viver em qualquer situação, desde que o tenha ao seu lado. Essa é a estória do Dobby e seus irmãos.

Perto da minha casa tem um senhor chamado Bira, ele é alcoólatra e drogado, sobrevive sabe Deus como, sua casa pegou fogo e ele mora num resto de construção no terreno. Ele sempre teve muitos cães, essa foto, por exemplo, tirei em maio de 2013, aproveitei que tive que parar o carro para ele passar e cliquei.

Esse ano aconteceu de 3 cadelas darem cria ao mesmo tempo, ao todo sobreviveram 18 filhotes, que viveram nessa condição durante um mês, vejam:











 

 

Imaginem o barulho de choro de filhote, as brigas e a confusão nesse terreno. Quando os bebês começaram a andar a coisa piorou, vários atropelados. A pessoa que assumiu a situação foi a Sonia, que conheci através dessa história e quem admiro muito, castrou as 3 cadelas, vacinou todos os filhotes, e com a ajuda dos amigos dela conseguiu doar quase todos, restando apenas 5. Desses 5 ela acabou ficando com uma fêmea atropelada, e os outros 4 (todos machos) permaneceram com o Bira.

Aí eu resolvi ajudar, me comprometi a levá-los em feiras de adoção e divulgar no Facebook, para tentar encontrar um lar para cada um deles, apesar de serem porte grande, o que dificulta a adoção, tenho fé que vamos encontrar famílias disponíveis e com o coração aberto para receber um anjinho desses.

Hoje levei o Dobby pra casa (nome escolhido pela Carol) e fiquei impressionada com o "trauma" do bebê. Ele não parou de chorar, quando o larguei no chão foi correndo para o portão, como quem diz "me leva pra casa", quando o instalei no quintal, com conforto, comida, água, cobertas, roupinha, ele não reagiu a nada. Não comeu, não bebeu água, não se mexia, só chorando, afinal ele estava acostumado a viver na matilha, sempre com companhia. Disseram que hoje ele apanhou muito do Bira, que é o mais quietinho e é o que mais apanha. Pode isso? Que dó... nem quero entrar no mérito da condição mental do Bira, temos é que retirar os filhotes daquele inferno, restam apenas 4, farei a minha parte, na medida das minhas possibilidades, ou seja, consigo manter um por vez na minha casa, pois trabalho fora e não posso me dedicar a cuidar de muitos filhotes ao mesmo tempo, pra manter tudo limpo e em condições, tem que ser um por vez (apesar de que manter filhote sozinho é triste, eles choram, mas logo acostumam, só precisa de paciência).

Espero que em uma semana na minha casa eu consiga melhorar o cocô dando uma boa ração, consiga fazer ele entender que a vida no inferno acabou, que carinho existe, mesmo ele não sabendo o que é, que dormir ao relento não é opção com esse frio. Alimento e água graças a ajuda da Sonia e de outros vizinhos locais, todos recebem direitinho, já fiz minha doação de ração pra eles, dei um colchão pro Bira também (repararam o estado do colchão em que os cachorros ficavam?), mas não adianta doar muita coisa, ele não tem onde guardar, abrigar, ele mora praticamente ao relento.

Esse é o Dobby, quem puder ajudar na divulgação, por favor, compartilhem no Facebook o post com as fotos deles.









-----------------------------------

Edição: Depois de 3 dias comigo já posso dizer que esse menino Dobby é um Lord. Muito bonzinho, só faz as necessidades quando está fora de casa (claro que levo ele com frequência para evitar acidentes), só faz cocô uma vez por dia, come pouco, fica quietinho no cantinho dele, só chora quando está sozinho (normal de filhote novinho), obedece, dorme a noite toda (do lado da minha cama), não destruiu nada no quintal, ou seja, um filhote que vai se adaptar fácil em qualquer família com o coração aberto.

--------------------------------------

Mais um filhote pra adoção, conheçam o Sirius Black, um lindo pretinho básico pra aquecer seu coração.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...