sexta-feira, 11 de junho de 2010

Salvando nosso bichinho

Tem feito dias, e principalmente noites, muito frios em Curitiba, e nosso pobre hamster não aguentou: hibernou!
Quando um hamster hiberna é porque está com muito frio, e pelo que pesquisei, ele normalmente morre pois seus donos não percebem que ele está hibernado. Não pode deixar o bichinho hibernar! Nós quase perdemos o nosso. Fui dar comida e achei estranho ele não se mexer muito, mas percebi que ainda respirava. Cutuquei e nada. Quando fui encostar a mão nele levei um susto: ele tombou, de lado, durinho, congelado, com as patinhas parecendo um frango assado. Ainda estava vivo, então tratei de começar a reanimação através do calor.
Enrolei-o num pano quentinho, peguei o secador de cabelos e fui aquecendo o pano, percebi que ele conseguiu mudar a posição das patinhas, mas eu tinha que aquecer mais. Levei-o para o trabalho comigo, no carro liguei o ar condicionado e isso já foi uma grande ajuda, mas ainda continuou imóvel. No escritório temos uma estufa com lâmpada para guardar papel, coloquei o bicho lá dentro, todo agasalhado, e uma hora depois mais ou menos o danado já estava andando pra lá e pra cá, pegou um comidinha e roeu, bebeu água, enfim, ressucitou!
A Carol era só chamego com o pobrezinho, mas fiquei feliz por ter visto a tempo que tinha alguma coisa errada, e mais feliz ainda pela existência do Google e de explicações que me ajudaram nessa hora. 

Um comentário:

  1. Nossa, não sabia disso. Tadinho do bichinho. Por sorte se salvou.
    Como ele se chama, Ilana??

    Beijocas

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...