sexta-feira, 29 de outubro de 2004

Balas e confeitos

Tento ao máximo mantê-las longe de porcarias comestíveis, mas com o passar do tempo, isso é cada vez mais difícil.
A Camila até hoje toma pouco refrigerante, quase nada, só suco de caixinha. Mas adora um chiclete, eu diria até que é uma viciada compulsiva por essas gomas grudentas.
O combinado lá em casa, há anos, é que Mac Donald´s só entra em casa aos domingos. Mesmo assim, acho até que é um exagero, uma vez por semana comer essas coisas pode ser demais.
Mas tudo bem, o tratado não é caro, com diz o ditado.
O problema é quando se tem em casa duas crianças, ainda mais com uma diferença grande de idade como das duas.
A Camila iniciou seu hábitos comestíveis de hambúrguer com quase 3 anos de idade. E a freqüência era menor do que hoje.
A Carolina ainda não comeu hambúrguer, mas a batata frita, essa não tem jeito... ela adora a "tatata" do Mac.
Porém, existe uma outra classe de porcarias que não estou bem certa com relação a idade que isso pode fazer parte dos seus pequenos estômagos.
Balas e confeitos !! Pirulitos, chocolate, bala de goma, confeti, etc, etc.
Tenho uma raiva de lojas e estabelecimentos comerciais que oferecem balas e pirulitos às crianças.
Primeiro que eles não têm noção de qual idade se pode oferecer uma bala "dura", por exemplo.
Eles também não têm noção do horário pra oferecer essas porcarias, geralmente é antes do almoço ou do jantar.
O mais sensato seria NÃO DEIXAR À MOSTRA e PERGUNTAR à mãe se pode oferecer ou não.
Semana passada, quando fui comprar uma lembrancinha pro Leonardo, eu estava com a Carolina, e ela começou a chorar, fazer escândalo, e pra tentar acalmá-la, a moça "sem noção" ofereceu uma bala.
Na hora eu pensei "não sei se a Carolina sabe administrar uma bala de goma, será que ela não vai engolir inteiro, será que não vai se engasgar, o que eu faço?"
Peguei a bala e enfiei na boca, na minha... comi discretamente e não toquei mais no assunto.
É um agrado simpático por parte dos lojistas, mas de repente eles poderiam ter bolachinhas ao invés de balas.
Mas... agora não tenho mais saída. Já vi que a Carolina se vira muito bem com as ditas balinhas.
O que antes era um "brinquedo", agora virou comida. Ela costumava pegar um potinho de confeti e brincar com eles. Imaginem o estado daquelas bolinhas.
Passaram por muitas mãos, caíram no chão, foram pisadas, enfim, uma meleca total.
Foi quando descobri a Carolina saboreando perfeitamente os confetis, sim, aqueles mesmos babados e pisoteados.
Deixei, tentar tirar o potinho das mãos dela seria uma operação de extremo desgaste. Resolvi observar, e percebi que ela não engasga não.
O que será isso ? Instinto de criança ? Como é que ela sabe que aquilo é bom ?
Agora preciso esconder todo e qualquer resquício de balas e confeitos na minha casa !! Vai começar tudo de novo !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...